Inquisições

30.4.05

Análise global dos principais media portugueses, online

Diários:

Começando pelo Público que, infelizmente, se rege segundo as leis do capitalismo, como é normal, e poucos são agora os recursos (de interesse comum) que estejam disponíveis não se sendo assinante. A estética da apresentação de conteúdos também não é muito agradável. Além disso, o único espaço para opinião pública é nos inquéritos realizados, nos quais mais não se pode dizer que "sim, "não" e "sem opinião".
O Diário de Notícias não tem espaço para opinião (mas tem provedor), está muito disperso e parece à primeira vista vazio de conteúdo (ou com pouco dele). Ainda por cima perde muito por ter um grafismo pobre.O Jornal de Notícias, no entanto, já apresenta um espaço dedicado a fóruns entre leitores. Apresenta-se também um pouco mais fácil de explorar, disponibilizando a qualquer visitante todos os seus recursos (que também não passam de texto e imagens, permitindo, todavia, aceder ao arquivo online).
Tanto o Correio da Manhã como o Jornal de Negócios estão a precisar urgentemente de uma reestruturação geral. Ambos estão muito concentrados, o que torna difícil a sua leitura, mais ainda a sua exploração. Contudo, disponibiliza espaço para intervenção dos leitores, e bastante variedade na informação disponibilizada.
O Comércio do Porto (espero que não seja efeito contrastivo devido aos dois últimos) apresenta um grafismo bastante agradável. Tem espaço de opinião, sobriamente apresentado, tal como todas as outras secções do jornal. É relativamente “leve” (visualmente) e fácil de explorar, além de fornecer alguns serviços como o arquivo ou fóruns de discussão.
Por fim, o Diário Económico apresenta também qualidade estética, sendo que parece à partida um pouco rudimentar. Contudo, poucos mais recursos disponibiliza além de foruns.

Semanários:

A Visão também não proporciona grande interesse. O grafismo é pouco apelativo. Também apenas disponibiliza um sumário de cada edição, o que é pouco. Tem espaço para o leitor se manifestar, logo na primeira página, sendo que um dos apelos é à crítica do próprio site.
O Expresso tem grafismo, espaço (ou seja, não está muito concentrado), é acessível e bem feito. Tem inquéritos e permite a manifestação de opinião. Contudo, os recursos que disponibiliza ainda são poucos, pouco mais que texto, além de algumas fotografias, mas todo o texto, sem restrições.
O Independente é muito simples. Quase todos os links que tem são para páginas em formato pdf, ou seja da edição impressa. De resto, nada mais tem. Parece ser o mais incompleto de todos, até agora.

Rádios:

O site da TSF é bastante rico em oferta de informação. Tem uma estética atractiva, se bem que um bocado pesada. Alia texto, imagem e som em quase tudo o que oferece. Além disso, tem feeds de rss, até agora o único, apesar de ser apenas para as últimas noticias. Oferece a grelha de programas, bem como o respectivo arquivo.
O site da Rádio Renascença também está muito bom. Tem bom aspecto, agradável. Fornece também em quase todas as suas notícias texto, imagem e som. Os programas emitidos estão disponíveis, assim como as várias categorias de informação oferecidas igualmente durante a emissão da própria rádio. Tem arquivo e disponibiliza meteorologia, programação, transito, passatempos e inquéritos, entre outros recursos.
O site da Antena1 está em remodelação, esperemos que não por muito tempo, não vão os seus habituais visitantes trocar as suas preferências.

Televisão:

A RTP tem um site com boa apresentação, fácil de explorar. Não dá muito destaque à informação, mas é bastante completo. Disponibiliza documentos e vídeos de algumas notícias. Apresenta também links para outras páginas de outros meios de comunicação, como a rádio. Adequa-se, sendo a RTP um canal generalista, de serviço público
A SIC já dá maior destaque as noticias, mas sem esquecer o pendor lúdico. Permite ver em directo o seu canal principal, bem como ver notícias que foram publicadas nas edições de telejornais. Está bem construído, é facilmente explorável e tem os recursos indispensáveis, dentro do que é esperado de um site de um canal televisivo.
A TVI, sendo dentro de todos os canais o que mais “desce” para obter audiências, fá-lo também com o seu site, que neste momento tem como fundo um tema alusivo à Quinta das Celebridades. Apesar de também estarem disponíveis (bastante discretos) é possível ver e ouvir notícias neste site, embora os recursos não sejam os melhores.

Jornais online:

O Portugal Diário parece ter à partida o que é preciso para fazer um jornal online. Tem texto e imagem, fóruns, está bem estruturada e tem boa apresentação. No entanto, perde nos recursos multimédia, ou seja, poderia ter som e vídeo para complementar a informação fornecida, o que não acontece. Fornece, no entanto, feeds de rss na secção de última hora.
O Diário Digital também disponibiliza apenas texto e imagem, não aproveitando o potencial que tem um jornal das suas características. Além disso, a sua forma de apresentação de conteúdos não é a melhor, pois obriga o leitor a um esforço dispensável para obter o que procura. Fora isso, é apelativo, e tem conteúdos simples, precisos e concisos.
O Mais Futebol, sendo dedicado especialmente ao futebol, como o nome indica, sofre praticamente das mesmas faltas de que sofrem os outros jornais digitais. Apesar de ser apresentável e relativamente fácil de explorar, os recursos que oferece não passam de texto e imagem. Dedica parte do seu espaço a inquéritos e fóruns, assim como a actividades lúdicas, como inquéritos para testar conhecimentos.

Desportivos:

O site do jornal O Jogo apresenta a melhor estética dos três sites desportivos. Simples e preciso, além de disponibilizar a edição do dia online, permite aceder ao arquivo (embora limitado às duas últimas semanas) e a inquéritos. Não disponibiliza, tal como todos os sites desta categoria, outros recursos senão texto e imagem.
O Record apresenta um site bastante mais rico em conteúdos. Além disso, permite ao utilizador uma maior personalização na navegação da página, realizável através de um registo no site. Tem também um estilo gráfico diferente, o que o torna bastante interessante de explorar, assim como um extenso arquivo.
O site do jornal A Bola permite aceder ao mesmo tipo de recursos que o do Record, desde todo o tipo de dados sobre a Superliga, por exemplo, até sondagens realizadas. Porém, perde em termos estéticos, pois exibe um formato muito compacto, muito pesado.

1 Comments:

At 16:06, Blogger Helder said...

Jaime,

O Portugal Diário oferece feeds de RSS da secção de última hora.

 

Enviar um comentário

<< Home